Repercutiu

A coluna da semana passada fez com que a caixa de e-mail deste néscio e abobalhado caça letras ficasse cheia, com inúmeros leitores enviando opiniões a respeito do texto que tratava da composição do secretariado que será escolhido pelo prefeito eleito Emílio Vieira (PSDB). A parte que gerou mais polêmica foi por conta da informação de que Juliano de Maria (PSDB) poderia ser o novo secretário de Saúde. A maioria das opiniões emitidas é impublicável e o assunto parece nitroglicerina pura. Isto que eu nem cheguei a escrever que de Maria pode inclusive indicar o secretário de Administração, há fortes tratativas neste sentido.

Feudo importante

Caso Juliano ou qualquer pessoa realmente conquiste a Saúde e Administração, penso que será algo muito arriscado, pois terá a chave do cofre na mão. Conversei com uma raposa da política dengo-dengo que se mostrou bastante preocupada com tal possibilidade, sendo que o interlocutor conhece profundamente os meandros da administração pública municipal. Independente de quem assuma este ou aquele cargo, penso que tem gente demais querendo dar pitaco na administração alheia. Emílio ganhou a eleição e com ela, ao lado de seu vice Donizete José da Silva (PSB), herdou a prerrogativa de escolher quem o ajudará a comandar Navegantes até 2020.

Vai faltar terno

O engraçado em toda esta discussão de quem será secretário do que, é que algumas pessoas dormem no primeiro escalão e acordam desempregadas. Há certo desespero em algumas secretarias onde já se sabe que haverá mudança de comando. A incerteza por vezes dá lugar à falácia, pois algumas pessoas, sofrendo por antecipação, dão mostras que não resistirão até o dia em que o novo colegiado será anunciado, o que deve acontecer em dezembro. Não adianta até lá comprar a fatiota para a posse, porque corre o risco de ficar no armário. É premente que os donos de farmácia reforcem os estoques de calmantes.

Todo dia tem um

Na dança das cadeiras, a secretaria de Obras é a quem tem o maior número de “pseudo secretários” por metro quadrado. Há pelo menos cinco postulantes e dependendo de quem se converse a informação é uma, se ligado a determinado grupo, crava que o titular da pasta será o sicrano, conversa com outro, será o beltrano. Nunca vi uma secretaria tão disputada, é a menina dos olhos de muitos, principalmente pela proximidade que garante com o munícipe, leia-se, eleitor.

Quem pensou errou

O certo é que durante toda a campanha houve a acusação de que Emílio seria um fantoche do atual prefeito Roberto Carlos de Souza (PSDB), mas os últimos dias comprovam que não. O capilarmente desfavorecido e futuro alcaide vem dando mostras de independência e que as suas ideias irão prevalecer, inclusive com o enxugamento da máquina pública. Resta a Bob Carlos esperar que o grupo permaneça unido até 2018, quando pretende ser candidato a deputado. Caso haja alguma ruptura agora, pode não dar tempo para juntar os cacos até as eleições gerais. Após as definições da equipe de governo, será possível identificar se a base racha, ou permanece unida.

Absurdo inacreditável

O serviço prestado pela empresa de transporte urbano que atende Navegantes é muito abaixo da crítica e todos já sabem. Porém, agora que a concessão do serviço de ônibus está parada na Justiça e sem contrato a concessionária faz o que quer, a vida dos usuários do transporte público é colocada em risco. Sem a normatização do serviço, não há uma tabela de horários confiável, tampouco paradas, os chamados pontos de ônibus. Desta forma os motoristas param onde querem ou bem entendem. É um absurdo, esta semana uma criança saiu do coletivo e correu para o meio da rua, quase sendo atropelada. Acontece que o local onde o veículo parou estava em obras, não havendo calçado do lado onde fica a porta de desembarque.

Até quando?

Fico me perguntando até quando este imbróglio jurídico envolvendo a concessão do serviço de transporte vai continuar e não consigo entender como a situação chegou a este ponto. Quem paga por isto é o cidadão comum, o pobre que depende do coletivo para ir ao trabalho, a criança que precisa ir para a escola. Munícipes que deveriam ser respeitados são tratados com lixo por uma empresa privada que insiste em administrar um serviço porco e de péssima qualidade e ainda encontra guarida em artimanhas de advogados para permanecer maltratando a população. Vale lembrar que a empresa em questão tem um vereador corrupto para chamar de seu, pessoa que contribuiu para que esta balburdia chegasse ao ponto que está. Lamentável.

Traição

Um alto escalão do governo municipal, mulher que ocupa cargo importante, teria trabalhado na campanha de reeleição de um vereador, porém, fora flagrada, segundo um passarinho bocudo e bem informado, pedindo votos para outro candidato, fato que teria estremecido relações dentro da base situacionista. Tal traição teria levantado a ira do vereador que não quer ver a sua antiga cabo eleitoral nem pintada de ouro em sua frente. Há quem afirme que ainda haverá desdobramentos desta celeuma que ao que tudo indica ainda dará pano para manga e não está encerrada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA