Cachimbo da paz

O ambiente que andava conturbado pelos lados do paço municipal mudou completamente nos últimos dias. Ao que tudo indica, a composição do novo colegiado fora adiada para abril de 2017, segundo informações não oficiais. Há pelo menos três versões para tal decisão, se é que ela irá se confirmar, a mais plausível é que o governo municipal teria atingido o limite prudencial para gasto com pessoal e, desta forma, não poderia demitir os servidores em cargos comissionados, sob pena de não poder recontratar até o fim do primeiro trimestre do próximo ano, quando o Tribunal de Contas fará nova avaliação.

Ninho tranquilo

Fontes ouvidas por este feio e mal concebido colunista político dão conta que o atual prefeito, Roberto Carlos de Souza (PSDB), e o prefeito eleito, Emílio Vieira (PSDB), voltaram às boas e que a manutenção do secretariado teria exercido papel fundamental nesta reconciliação, se é que dá para utilizar este termo, pois o máximo que houve entre Bob e seu vice foi um mal estar passageiro, ao que tudo indica. Durante evento organizado no Caic para marcar o fim deste período de Bob na Prefeitura Municipal, a dupla demonstrou muita proximidade e a mesma harmonia verificada nos últimos oito anos.

Objetivo nobre

Emílio, ao fazer o uso da palavra naquele evento de despedida, lembrou a todos os presentes que Roberto Carlos representa a oportunidade, em meu entendimento única, de Navegantes conquistar representatividade na Assembleia Legislativa, através de uma possível candidatura a deputado estadual em 2018. Rogo para que a celeuma tenha chegado ao fim e que Navegantes possa continuar nos trilhos do desenvolvimento, corrigindo-se o que tiver para corrigir, aprimorando-se o que necessita de aprimoramento, mas com todos buscando uma sociedade mais justa e capaz de garantir cidadania para cada um de seus habitantes.

Puxão de orelha

Encontrei com Emílio Vieira nesta semana e fui chamado atenção para o fato de não ter repercutido a informação que o prefeito eleito estivera em Florianópolis, em audiência com o secretário de Segurança, César Grubba, juntamente com demais prefeitos das cidades portuárias, além dos deputados Ismael dos Santos e Darci de Matos. Na ocasião, Emílio protocolou ofício solicitando mais apoio para Navegantes em relação ao número de agentes nas polícias Militar e Civil, assim como um maior número de policiais para a Operação Veraneio, que iniciou oficialmente na quarta-feira (14).

Coberto de razão

O capilarmente desafortunado prefeito eleito está muito certo ao cobrar esta divulgação, já que a notícia estivera publicada na página da Prefeitura na internet. Ao mesmo tempo em que o veículo de imprensa tem o direito de cobrar por melhorias na segurança pública, também tem a obrigação de informar quando há benfeitorias nesta área e durante o encontro em questão, o secretário Grubba anunciou o enviou para Navegantes de seis novos policiais militares, quatro civis e mais um delegado. César também se prontificou a analisar a demanda referente à Operação Veraneio. Parte das promessas já foi cumprida.

Ponta firme

Na quarta-feira (14) estive conversando com policiais civis e recebi a confirmação que a promessa do secretário fora cumprida e que os quatro novos agentes já estão na cidade. A equipe de investigação que chegou a ser desmantelada em um passado recente, hoje soma seis investigadores. Minhas fontes garantiram que o novo delegado também já está a caminho, tratando-se de uma mulher que em breve deve estar dando expediente em solo dengo-dengo. Parabéns ao Emílio pelo empenho e resta aguardar que a cidade possa desfrutar de maior segurança, já que a população não aguenta mais ficar a mercê de bandidos.

Diplomação

Aconteceu quinta-feira (15), nas dependências da Câmara Municipal, a cerimônia para entrega dos diplomas ao prefeito, vice-prefeito e vereadores eleitos no pleito de outubro. O parlamento terá caras novas a partir de 2017, já que fora renovado em 60%, extirpando pelo menos dois cânceres que maculavam a casa. Dois políticos sujos que não mais poderão utilizar-se de mandato eletivo para enganar, ludibriar o povo, além de roubar dinheiro público através de diárias. Creio que a oxigenação, forçada pelas urnas, garantirá um Legislativo mais transparente e honesto, já que a última legislatura provavelmente tenha sido a pior da história navegantina, em quantidade, qualidade e variedade de corruptos.

Merece citar

Vale o registro que no último ano, sob a batuta do presidente Alício Jacob Ricobom Filho (PSD), o Liço, o Poder Legislativo sofrera transformações profundas e o resultado desta gestão mais lícita e proba foi o valor já devolvido aos cofres da prefeitura, centenas de milhares de reais, dinheiro que agora será utilizado na área da saúde, provavelmente nas obras de ampliação do Hospital Municipal Nossa Senhora dos Navegantes. E voltando ao tema renovação do parlamento, torço para que a primeira  suplente da coligação PSD/PSB, Maria José Flor (PSD), possa assumir a vereança, já que poderá emprestar prestígio e serenidade àquela casa legislativa.

DEIXE UMA RESPOSTA