Aconteceu no último fim de semana, nos dias 07 e 08 (sábado e domingo), no Departamento de Assistência e Bem-Estar Animal (Daba), um mutirão de castração em animais, cães e gatos, de rua e de famílias de baixa renda que estavam na fila de espera. Entre felinos e caninos, foram registrados 98 atendimentos.

Conforme o coordenador do departamento, Eliezer Pedroso, o mutirão foi tocado basicamente por voluntários. A realização se deu com a presença de nove veterinários sendo eles, Samuel Paganelli, Laís Paganelli, Natane Timidati, Luana Mafra, Éberson Moreira, Danyelle Martins, Andréa Porto, Emilne Bento, Karla dos Reis, duas auxiliares veterinárias, Mônica Bittencourt Vara e Leda Luiza Porto, além da colaboração de 11 voluntários, Uelinton Mafra, Cristina Freitas, Ana Paula Petters, Ana Cecília Rocca, Jeani Sasse, Paulo Renato, Larissa da Hora, Márcia Paes, Celso Teodoro, Cyntia Souza e Lilian Corrêa, além de três grupos independentes de proteção animal, a Turma do Focinho Feliz, Abrigo Ternura e Mil Patinhas, que ajudaram a encaminhar os animais de rua e as famílias para a castração.

A concepção do mutirão nasceu após audiência pública realizada na Câmara de Vereadores, no dia 26 de junho, sobre a causa animal, quando o Ministério Público e o Poder Público combinaram em diminuir a fila de espera de castração no município.

Baixa renda

Eliezer relata que a grande maioria dos animais atendidos pertencia a famílias de baixa renda, em especial do bairro São Paulo. “O bom é que o departamento alcançou as pessoas que precisavam, de baixa renda mesmo”, citou o responsável pelo Daba. Além da castração, foi realizada também a microchipagem nos cães e gatos, para maior controle populacional deles. O departamento ainda não tem um número pronto para divulgação, mas o órgão possui um cadastro de todos os felinos e caninos já castrados na cidade.

Números

Segundo o fechamento divulgado pelo Daba, foram castrados 31 cães machos, 24 gatos machos, 37 cadelas e 06 gatas.

Agradecimento

Neste mutirão, apenas uma ONG da região participou, a Associação Itajaiense de Proteção aos Animais (AIPRA), que contribuiu com a presença de quatro veterinários, sem nenhum custo. O coordenador do Daba pediu para agradecer nominalmente a diretora da organização não-governamental, Cristina Freitas, responsável pela contribuição.

Adoção

Na oportunidade, também foram adotados seis animais do Departamento de Bem Estar, além de ter sido efetuada a entrega do carro oficial do órgão, que a partir de agora poderá realizar a coleta em outros pontos mais deslocados da região central da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA