Faltando menos de um mês para as eleições de 2018 e tendo em vista essa proximidade da data, o Jornal O Navegantes continua a série de entrevistas com os candidatos navegantinos que irão disputar o pleito em outubro. Nesta quarta rodada de conversa, a entrevistada foi a candidata a deputada estadual Lilian Hennig, do PMN. Outro candidato com domicílio eleitoral no município, Ademar Popeye, do PSL, foi procurado, porém, não respondeu aos questionamentos até o horário de fechamento da edição. As perguntas são as mesmas para todos os entrevistados.

Lilian Hennig

Qual a sua qualificação profissional?

LH: Empresária e sócia proprietária da empresa Cida& Lilian Corretoras de Imóveis. Formou-se na faculdade de Estudos Sociais na Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em Itajaí.

O que o fez postular a vaga de deputado?

LH: Ver tanta corrupção no cenário político, decidi me candidatar para ajudar a moralizar a política em nosso Estado e País. Sou candidata à deputada estadual pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN).

Você tem alguma proposta inovadora na área de educação, saúde ou combate à corrupção?

LH:  Na área da educação, fiscalizar os recursos destinados à educação, combater a imoralidade nas escolas, lutar para que os professores tenham salários dignos e formação profissional para os mesmos. Na área da saúde, buscar através de convênios, verbas para o nosso hospital e demais órgãos de saúde de nossa região. No combate à corrupção, denunciar todo e qualquer ato político ilícito.

Por que o navegantino deve votar em você?

LH: Porque sou nascida e criada em Navegantes e acima de tudo temente a Deus. Sou uma pessoa correta e ciente das necessidades de nossa cidade e região.

Sem resposta

Nesta semana, novamente é publicada apenas uma entrevista, por descumprimento do prazo por parte de um candidato. Ademar Popeye (PSL), postulante a deputado estadual, foi convidado na terça-feira (11) a participar da entrevista. Na mesma data do convite, assim como tem sido feito com todos os candidatos, as quatro perguntas padrões foram enviadas por e-mail, para que fossem respondidas até o fechamento da edição do jornal. Em contato na manhã de quinta-feira (13), o candidato disse que, devido a compromissos, não teve tempo para responder as perguntas. Ele pediu um novo prazo, que foi estendido pela equipe de redação até minutos antes do fechamento. O último contato com sua assessoria e com o próprio candidato ocorreu às 13h41 e 13h52 respectivamente. Entretanto, não foram obtidas as respostas até o encerramento da matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA