Na noite do dia 29 de novembro foi realizada, em cerimônia prestigiada por autoridades locais, empresários e líderes empresariais da região, no Clube Navemar, a posse da nova diretoria da Associação Empresarial de Navegantes (Acin) para o biênio de 2019/2020. O empresário Libardoni “Liba” Fronza, da Top Haus Padaria e Conveniência, será o presidente da entidade pelos próximos dois anos, sucedendo Rinaldo Luiz de Araújo, que presidiu a Acin durante quatro anos e agora passa a ser o 2º conselheiro fiscal efetivo da nova diretoria.

Agora como presidente empossado, Liba diz que sente uma responsabilidade muito grande em representar essa classe de empresários, prestadores de serviço, indústria e comércio. Apesar de ser eleito como o líder da entidade, ele diz que fará um trabalho junto com a sua diretoria, sem nunca tomar decisões unilaterais. Na próxima terça-feira (11), haverá uma reunião de alinhamento entre o grupo, para traçar os planos e metas para 2019.

Entre as pretensões para o próximo ano está aumentar o número de associados. “Temos menos de 10% das empresas dentro do município sócias da Acin. Queremos pelo menos dobrar o número”, disse o novo presidente da entidade. “Entendemos que uma associação vive de representatividade, precisamos estar fortes nesse quesito. Quanto mais empresas tivermos conosco, mais forte seremos”, pontuou.

Obras importantes

A Acin também pretende acompanhar de perto obras essenciais para o município, como do aeroporto e a bacia de evolução. Uma obra que a entidade pretende lutar junto com o Poder Público para conseguir dar início é o binário da via do aeroporto, a rua Manoel Leopoldo Rocha, algo que beneficiaria não somente os navegantinos, mas todos que trafegam pela localidade, já que é um dos meios de acesso à cidade à BR 470.

Previsão

Na temporada de verão, que começa nas próximas semanas, Liba acredita que haverá dois momentos distintos. No primeiro, até o dia 02 de janeiro, com o boom inicial de fim de ano, a temporada promete ser “excelente”, porque as pessoas virão de qualquer forma, para fazer festa e aproveitar a virada do ano, sem se preocupar com a infraestrutura. Já o segundo momento, após a data citada, é mais cauteloso. “Aí as pessoas começam a ser mais seletivas. O tipo de público muda um pouco, vem mais as famílias, pessoal que vem curtir a praia, principalmente. Aí estamos devedores com esse tipo de veranista”, afirmou o novo presidente da Acin.

Irá impactar

Liba vê os problemas da Praia do Gravatá como algo que deve impactar o comércio e, infelizmente, não há muito o que fazer neste momento para resolver a situação. “Os comerciantes têm que se preparar de certa forma sabendo que não dá para apostar forte numa temporada que a gente sabe que não vai acontecer de forma plena após o dia 02”, opinou Liba.

DEIXE UMA RESPOSTA