Na noite de terça-feira (12), aconteceu a posse da nova diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Navegantes. Claudio Jesus Cotienschi foi reeleito e irá liderar a entidade na gestão 2019/2020.

A eleição, que teve como vencedora a única chapa concorrente, ocorreu ainda em novembro. Para esta gestão, novos rostos foram adicionados à diretoria para trazer ideias e gás novos para a entidade nos próximos dois anos, que serão de bastante trabalho.

O primeiro mandato ficou marcado pela criação do Liquida Navegantes, campanha de promoções para aquecer o comércio em datas de baixa no setor como setembro e fevereiro – a última edição ocorreu entre os dias 04 e 09 deste mês, mas ainda não houve balanço finalizado pela CDL. Para Claudio, também foram destaques os vários cursos, workshops e palestras voltadas para o pessoal do comércio, com grande adesão por parte dos lojistas.

Ações desenvolvidas

Segundo Claudio, a CDL se manteve mais envolvida na sociedade navegantina, participando de discussões juntos ao poder público e também realizando projetos sociais, como arrecadação de brinquedos para as crianças da Apae e arrecadação de alimentos para os idosos do Lar da Divina Providência.

CDL na Escola

Além disso, houve também o Recicla CDL na Escola, movimentando estudantes da rede pública de ensino, levando-os a pensar e desenvolver redações e desenhos sobre o que fazer para promover um consumo consciente, seguido pela publicação do livro com os melhores trabalhos apresentados.

Meta é casa nova

Durante a nova gestão, Claudio pretende tentar compreender os motivos pelos quais ainda muitos navegantinos atravessam o rio para realizar compras em Itajaí. Em breve, haverá uma pesquisa com as pessoas, na saída do ferry boat, para ver suas motivações e a partir daí trabalhar na conscientização para comprar em Navegantes, como geração de impostos e vagas de empregos. Além disso, a CDL deve focar esforços para finalizar a construção da sua sede própria. Segundo Claudio, a obra iniciou neste mês e a previsão de conclusão é fevereiro de 2020.

Economia é desafio

Um desafio que a nova diretoria da CDL enfrentará é a economia. Conforme Claudio, 2018 manteve os mesmos números de 2017 nas vendas. Apesar de dezembro ter tido um crescimento de 8% em relação ao ano anterior, no acumulado dos 12 meses tudo se manteve estático. E o início do ano não está sendo animador. “Vou ser bem franco contigo. O comércio começou muito lento em janeiro”, declarou. Fevereiro também tem apresentado resultados aquém em comparação com o mesmo período do ano passado, o que preocupa a categoria. O recém-empossado para seu segundo mandato afirma que a expectativa era que a mudança de presidente da República poderia trazer um efeito positivo para a economia, mas não foi isso que se viu neste início de 2019. “É um desafio que vamos ter que trabalhar para ver se conseguimos um resultado melhor”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA