Crise institucional

As conversas nas rodas políticas em Navegantes revelam situação nunca vista na cidade, de instabilidade dentro do grupo que detém o poder. Há uma ruptura entre Emílio Vieira (PSDB) e o ex-alcaide Roberto Carlos de Souza e não existe possibilidade de negar que os munícipes pagam a conta, restando saber até quando tal situação irá persistir, porque encontramos nas ruas pessoas desmotivadas, reclamando da atual administração, muitas vezes repetindo o que vem sendo difundido em redes sociais e grupos criados em aplicativos de mensagens, pela turma de Bob, cujo objetivo é desestabilizar o prefeito.

O pai da criança

Não entrarei no mérito se o governo municipal é bom ou ruim, porque essa constatação é de cunho pessoal, sendo assim, irei centrar na bagunça generalizada que tomou conta do paço. Hoje Emílio detém o poder de forma frágil, pois o primeiro escalão foi, em sua maioria, escolhido e nomeado, de fato não direito, por Bob Carlos. Esta turma está naquela fase do quanto pior melhor, falam, nos grupos citados, barbaridades sobre o prefeito, desrespeitando inclusive a vontade popular que o elegeu. Sem contar que Roberto tenta se desapegar da administração da qual é fiador e cúmplice.

Repetindo o tema

Já escrevi em outras oportunidades que Roberto está formando um grupo que irá desembarcar do PSDB para se filiar ao PR. Esta turma já tem conversas adiantadas com o MDB, onde alinhavaram uma combinação de estarem juntos em 2020, porém, uma importante ala emedebista é contrária ao acordo firmado. Ainda assim, as conversas existem e o casamento pode acontecer, sendo esta a oportunidade de Bob posar nas eleições daqui a dois anos como o novo, representado a mudança. O que é conversa para boi dormir.

Ele admitiu ou não?

Em um grupo de WhatsApp criado em Itajaí que reúne, entre outros, jornalistas, empresários e políticos, João Martins, advogado e pai da candidata a deputada estadual, Ana Carolina (PSDB), escreveu que Roberto Carlos “trocou o apoio a Thiago Morastoni (MDB), pela nomeação como secretário de Educação de Itajaí”, após o pleito. Um cidadão veio na sequência e fez uma postagem colocando em dúvida a sexualidade de Bob Carlos que entrou na conversa para pedir respeito, contudo, não desmentiu, em momento algum, a barganha politiqueira denunciada por João, o que pode provar a aproximação do ex-prefeito com o MDB.

Frigir dos ovos

Para fazer um balanço do que acontece até aqui, Roberto Carlos comanda ala do governo, e nela já tem pessoas com funções definidas para 2020, inclusive, não sei se com o consentimento do ex-alcaide, há quem arrecade dinheiro, fraudando processos licitatórios, roubando. O caminho está todo pavimentado e até as eleições municipais, a ideia é deixar Emílio sangrando no cargo. Se a estratégia der certo, garanto ao público leitor, o capilarmente desafortunado prefeito não se elegerá nem para síndico de prédio mais, e o navegantino amargará dois anos ruins pela frente. Frise-se, se tudo ocorrer como planejado.

Pasmaceira

Roberto Carlos é, em minha opinião, um dos mais espertos políticos que conheci, dos mais desonestos também. Mas sua articulação só vem dando tão certo, porque Emílio parece ver tudo, inerte, sem contra atracar. Isto vem minando o primeiro escalão da administração municipal, porque todos assistem ao prefeito ser desrespeitado por seus nomeados, secretários de pastas importantes, sem reagir.  Não se vê um movimento contrário, simplesmente por não existir, e com isto emerge a crise institucional que citei no início do texto.

O tempo urge

Caso queira sair das cordas, mostrar que tem golpes para reagir ao linchamento organizado por Roberto, Emílio precisa montar um grupo para chamar de seu e mostrar poder, adiantando-se aos fatos, fazendo uma limpa nesta turma prestes a desembarcar no PR e chamando outros partidos, inclusive o MDB, para conversar. Mas qualquer ação para ter sucesso, precisa começar logo, é para ontem.

Sobe

A Associação Empresarial de Navegantes (Acin) abriu espaço para os candidatos com domicílio eleitoral na cidade falarem das suas ideias e propostas

Desce

Um candidato que vem fazendo campanha a deputado federal em Navegantes quer dar continuidade à carreira do irmão, preso por estupro de adolescentes

Sobe_Desce

DEIXE UMA RESPOSTA