É de chorar

Nos últimos dias o cidadão navegantino tem presenciado uma realidade a ser lamentada. Em matéria publicada na semana passada por O Navegantes, foi mostrado que bois circulam livremente em vias de grande movimento na cidade, sem que a Secretaria de Segurança, órgão a qual está subordinada a Coordenadoria de Trânsito, a Navetran, tome qualquer atitude, apesar de haver legislação prevendo que deveriam ser recolhidos. A população, em especial quem transita em motocicletas, é exposta a um risco desnecessário, fruto da incompetência e inépcia do secretário Johnny Coelho.

Cara de pau

O “ir”responsável pela Segurança, Johnny, não faz cumprir as leis municipais, prefere criticá-las. Esta semana, em uma rede social, munícipe questionou o fato de um caminhão de transporte de container estar estacionado em determinada via e o secretário, em uma das respostas, quis dividir a responsabilidade pela fiscalização com a Polícia Militar, sendo que a normativa que especifica onde esses veículos podem transitar se deu por meio de decreto municipal, portanto, a obrigação de se fazer cumprir tal regramento é do órgão de trânsito local, algo devidamente especificado no texto.

Para esclarecer

O trânsito de veículos de transporte de container é regulamentado em Navegantes pelo Decreto Nº 1069, de 14 de outubro de 2013. Nele, são especificadas as ruas onde esses veículos podem transitar. O artigo 2º prevê que o estacionamento destes caminhões nas vias públicas é proibido, devendo o proprietário providenciar local apropriado para estacionar. Porém, em uma volta rápida pela cidade, é possível notar que esse tipo de veículo pode ser visto estacionado em qualquer bairro ou rua do município, e o motivo é simples, não há fiscalização, o órgão “in”competente fecha os olhos para a questão.

Anarquista

Johnny também ignora a lei que proíbe o tráfego de veículos com tração animal na área urbana da cidade. Questiona e descumpre, se acha acima da legislação municipal. O conjunto de leis busca ajudar o cidadão, regrar a sociedade e melhorar a qualidade de vida da população. A proibição do tráfego de caminhões visa manter, cuidar do calçamento das ruas. O Código de Proteção e Defesa Animal visa garantir o direito dos bichos de não serem maltratados. A lei que prevê o recolhimento de bois e cavalos soltos em via pública garante a segurança, principalmente de motoristas e motociclistas.

Precisa demitir

O prefeito Emílio Vieira (PSDB) tem autonomia e competência para nomear quem bem entender e tal prerrogativa lhe foi concedida pela população por meio do voto. Mas se faz pertinente manter em postos de comando pessoas responsáveis. Uma das obrigações é que façam cumprir as leis. Se o cidadão não concorda com certa legislação, deve ir ao foro especializado para tentar barrá-la, mas até que isto aconteça, precisa cumpri-la. Algumas leis que Johnny Coelho ignora e desrespeita vieram para beneficiar o povo, foram conquistas que hoje perdemos, estamos caminhando para trás, e isto é inadmissível.

Deputado arrojado

Conversei esta semana com o empresário Russuel Tavares, popularmente conhecido por Russo. Ele disse que a repercussão em torno da notícia em primeira mão, dada por este obeso e abobado caça letras, de que ele poderá concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa, foi muito positiva e o teria animado consideravelmente. O marido da dona Marta demonstrou muita vontade em concorrer para deputado e mantém o discurso que seu principal objetivo seria defender melhorias para o setor do Turismo, esquecido pelos governos estadual e municipal.

Precisa de coragem

Caso Russo decida realmente entrar na disputa, e penso que para isto basta ele se imbuir de boa dose de valentia e audácia, contará com significativo apoio popular. A bola da vez nas eleições de outubro será aquele de fora da política, os chamados outsiders. O eleitor cansou do político de carteirinha e deve dar chance para quem ainda não se aventurou nas urnas. Capacidade e disposição para exercer o mandato não lhe faltam, então que coloque a cabeça no lugar e tome logo a decisão de concorrer e convencer o eleitorado de que fará jus ao voto.

Por falar nisto

Quem parece que vem se preparando para disputar as próximas eleições é o vice-prefeito Donizete José da Silva (PSB), o bom moço da política dengo-dengo. Segundo um passarinho me falou, ele próprio teria admitido que irá concorrer, só não disse se a deputado estadual ou federal. Caso esta postulação de vaga realmente aconteça, será bom para a cidade, pois Navegantes carece sobremaneira de representatividade política. Seria ainda, um teste de aprovação do atual governo, muitos votos estará aprovado, poucos votos, reprovação na certa.

E o Legislativo?

Fevereiro começou e com ele serão retomadas as sessões na Câmara Municipal. Nos primeiros embates, a ala governista mostrou-se minoritária, com a oposição e independentes somando cinco votos na casa. O fiel da balança em 2018 será o vereador Samuel Paganelli (PSDB), que demonstra certa insatisfação com a falta de cuidado com que é tratado pelo prefeito, mesmo sendo o vereador mais votado da história de Navegantes. A continuar assim, o ano vai ser difícil para o alcaide quando precisar do parlamento.

DEIXE UMA RESPOSTA