Eu já sabia

Passarinho com ninho no paço municipal garantiu a este gordo, feio e pobre colunista que o filho do suplente de vereador (em exercício), Paulo Ney Laurentino (PSDB), será mesmo nomeado para a Secretaria de Planejamento Urbano. O cargo teria sido negociado em uma barganha política, envolvendo o voto de Laurentino na CPI que apura supostas irregularidades em contratações para o Carnaval 2017. O problema é a absoluta falta de experiência do rapaz, que herdaria uma posição no governo, fruto exclusivo do mercantilismo inescrupuloso envolvendo Legislativo e Executivo.

Cadê o promotor?

Resta saber qual será a posição do Ministério Público, porque há um Termo de Ajustamento de Conduta assinado em 2008, durante o governo de Moacir Alfredo Bento (PMDB), aquele que não deveria ter “Ci”do, onde há previsão de impedimento do chamado nepotismo cruzado, quando um vereador convence o prefeito a contratar determinado parente para cargo em comissão, em troca de votos na Câmara. A nomeação do rebento de Paulo Ney é absurda e inexplicável, visto tratar-se de manobra política, já que não há o que explique alçar alguém inabilitado para tão importante cargo.

Promete falar

O passarinho ouvido pela coluna garante que colocará a boca no trombone e diz possuir provas desta negociata. Ainda prefiro acreditar que isto não passe de ilações, porém, ouvi várias fontes que juram ser a mais pura verdade. Como escrevi anteriormente, não há como um absurdo destes passar despercebido, pois haverá uma nomeação e a pedra, que é no sapato, fora cantada com muita antecedência. Na hipótese de se concretizar, será um caso de polícia e não vejo alternativa, senão o Ministério Público tomar a frente, buscando a anulação da posse do filho surfista de Paulo Ney.

O que houve?

Chamo à reflexão o fato de a imprensa marrom, coordenada pela primeira dama da cornualha (aquela que foi sem nunca ter sido), em especial o Canhanduba News, nunca mais ter publicado uma só nota referente à secretaria de Educação, desde a deposição de Regina Célia Correia. Não é possível que todos os problemas tenham acabado como num passe de mágica. É a prova irrefutável de que a banda podre que atua na prefeitura conseguiu o que queria, então não há mais de se fazer tempestade em copo d’água, porque agora essas pessoas têm outros objetivos, como saquear os cofres públicos.

Sem solução

Os problemas envolvendo os estragos causados pelas ressacas do mar no bairro Gravatá têm dado muito pano para a manga. A cada dia surge um novo especialista no assunto e uma nova opinião sobre a forma de resolver a questão. Já há um procedimento aberto pelo Ministério Público para acompanhar o caso. Nesta semana houve até passeata para marcar a mobilização da população daquela localidade em torno do assunto. A verdade é que há iminente efeito de desvalorização dos imóveis na região e todos saem perdendo com as sequelas prolongadas deste episódio.

Melhor é o diálogo

Penso que neste cabo de guerra não há ganhadores, somente perdedores, então seria melhor levar o assunto para uma ampla mesa de discussão, envolvendo todas as forças vivas da sociedade. A temporada de Verão se avizinha e com ela chegarão os turistas que não terão uma praia no Gravatá para chamar de sua. Navegantes tem 12km de orla pouco explorada e há de se pensar nela como um todo, elencando os problemas e soluções, metro a metro, desde o São Pedro até o Gravatá. Transformar este assunto em um Fla-Flu de nada adianta e nem de perto resolverá algo.

Inaceitável

O episódio envolvendo a adolescente que recebeu uma facada quando se deslocava até a escola, tudo porque o bandido queria subtrair-lhe o aparelho de celular, evidencia a crítica situação da segurança pública em nosso município. Navegantes é das cidades que mais cresce em Santa Catarina, aumentando ano a ano sua participação na composição do produto interno bruto do estado. Porém, o inútil, despreparado e incompetente governador Raimundo Colombo (PSD) despreza a cidade, ignora sua existência, deixando aqui faltar recursos para educação, saúde e principalmente para a segurança pública.

Bem votado

Colombo, que segundo delatores, ganhou dinheiro sujo da Odebrecht e da JBS para se reeleger, em 2014 recebeu 16.463 sufrágios dos eleitores dengo-dengo. Nada menos do que 57,73% dos votos válidos. Passado o pleito, sequer colocou o pé aqui, governou de costas para a população navegantina. E há possibilidade de alguns hospitais públicos fecharem as portas, porque Raimundo deixou a dívida da Secretaria de Saúde chegar a mais de R$ 800 milhões, por gastar demais com as inúteis agências de desenvolvimento regional. Ano que vem ele irá pedir seu voto, mas só alguém muito trouxa ainda acredita neste calhorda.

Sob nova direção

O empresário Vinicio Bortolatto fora eleito o novo presidente do diretório municipal do Partido Social Democrático de Navegantes. Apesar de no plano estadual a sigla abrigar o desprezível governador, por aqui reúne muita gente boa, a nata da política local, obviamente com exceções. Sob a batuta do marido da dona Glória, homem de índole e capacidade inquestionáveis, deve se preparar para as eleições municipais de 2020, prometendo ser das grandes forças do pleito.

DEIXE UMA RESPOSTA