Se um brasileiro for questionado sobre os impostos que paga, uma chuva de reclamações é que virá como resposta, pois a lista de tributos existentes é longa e não é barata. Assim como a burocracia, que também cansa os brasileiros, o excesso de procedimentos administrativos tem atrapalhado as mais diversas atividades econômicas.

Para registrar um produto, para ter uma licença ambiental, para ter qualquer documento existe burocracia. Na importação, se leva quase 30 dias para desembaraçar uma carga, que passa por nove ministérios, por mais de 90 carimbos. Tudo isso é custo. E devido ao cenário atual em que se encontra o Brasil, o congresso concentra vários esforços para reduzir essa burocracia, contando com uma comissão mista de deputados e senadores, e uma frente parlamentar com mais de 200 deputados. Segundo o presidente da frente parlamentar: “A burocracia no Brasil, gasta hoje 1,4% do PIB Nacional, chegando a R$ 46 bilhões, e o Brasil está perdendo a competitividade. É aquela história: ou o Brasil acaba com a burocracia, ou a burocracia acaba com o Brasil.”

Essa desburocratização precisa atender a todos, pequenos e grandes. E além dos processos administrativos, espera-se que se estenda até os tributos. É a promessa feita pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O retorno social é muito baixo comparado à carga tributária, que não condiz com a renda per capita dos brasileiros e não é compatível com os resultados esperados pela sociedade, como o nível de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Pelo estudo da Fiesp, Reino Unido e Alemanha têm cargas tributárias semelhantes à brasileira, mas o Produto Interno Bruto (PIB) per capita deles é três vezes superior ao do Brasil.

Mas, não bastasse a elevada carga tributária, a burocracia criada pelo governo para garantir a eficiência do recolhimento de tributos virou um pesadelo para as empresas.

O governo está preparando um programa de simplificação tributária, não é possível saber quando entrará em vigor, mas todos torcemos para que de fato essa medida ajude os brasileiros e o Brasil.

Essa é uma medida de maior importância porque hoje as empresas dispendem recursos humanos e técnicos importantes para simplesmente pagar impostos. Segundo o ministro, a simplificação da estrutura tributária virá acompanhada de outras medidas para desburocratizar o pagamento de tributos.

Esperamos que a promessa de fato se concretize, e que uma mudança aconteça, não somente na forma de pagar tributos, como também na aplicação dos mesmos na sociedade.

Vamos aguardar!!

Ótimo final de semana!!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna Social
Próximo artigoColuna Pedra no Sapato

DEIXE UMA RESPOSTA