Os vereadores Paulo Rodrigo Melzi (PSD) e Jassanan Ramos (PMDB), popularmente conhecido por Monan, participaram de reunião com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT/SC, engenheiro Ronaldo Carioni Barbosa, para tratar da implantação de melhorias urgentes na rodovia BR 470, no trecho que cruza as áreas urbana e rural do município de Navegantes. Entre as principais melhorias solicitadas está a implantação de rotatória no cruzamento da rodovia federal com a rua Onório Bortolato, conhecida como reta das Pedreiras, que dá acesso à grandes parques industriais de empresas instaladas naquela área.

A reunião foi realizada na manhã da última quarta-feira (29), na sede do órgão, em Florianópolis. Conforme os vereadores, uma visita técnica dos engenheiros e técnicos do DNIT/SC, acompanhados do superintendente, está programada para ocorrer no dia 13 ou 14 de dezembro, em Navegantes.

Garantiu a visita

“O superintendente garantiu que estará em Navegantes no dia 13 ou 14, conforme disponibilidade de agenda. Os vereadores deverão acompanhá-lo em visita às obras de duplicação da rodovia BR 470, ocasião em que será detalhado o projeto com as alterações e situações enfrentadas pela concessionária responsável pela duplicação”, explicou Paulo Melzi.

Rotatória

Em seguida, a equipe do DNIT/SC deverá apresentar aos vereadores propostas para melhorar a segurança no cruzamento da BR 470 com a rua Onório Bortolato, como a instalação de uma rotatória no local.

Diversas mortes

“Esta é uma possibilidade. Vamos debater esta medida paliativa com os vereadores e engenheiros para encontrarmos a melhor solução para o momento. O que podemos afirmar é que do jeito que a rodovia se encontra não dá para aceitar. O cruzamento citado oferece muitos perigos aos usuários da rodovia, registrando acidentes constantes e diversas mortes ano após ano. Precisamos de uma medida, mesmo que provisória, até que a duplicação seja de fato concluída”, encerrou o vereador Paulinho.

Falta dinheiro

Em recente reunião realizada na cidade de Blumenau, organizada por entidades empresariais que buscam a celeridade nas obras de duplicação da BR 470, o superintendente do DNIT/SC disse que o volume de recursos aguardados para 2018 é de apenas R$ 45 milhões, desta forma, a grande dificuldade em dar sequência nas obras da rodovia é a escassez de orçamento. Segundo Ronaldo Barbosa, são necessários, no mínimo, R$ 150 milhões para os trabalhos na rodovia, mas o repasse ideal seria de R$ 400 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA