Um flagrante de um leitor mostra o descaso com bens públicos, adquiridos com dinheiro do contribuinte, em Navegantes. Fotos tiradas atrás da Fundação Municipal de Vigilância e Trânsito (Navetran) exibem quatro motocicletas mal cuidadas, sem uso, e submetidas às condições climáticas.

Conforme mostram as imagens, três dessas motos encontram-se debaixo de um telhado, onde são postos outros materiais utilizados pela Navetran, como placas, telhas, pedaços de madeira, carrinho de mão, entre outros objetos. Os veículos apresentam muita ferrugem e sujeira. Uma quarta motocicleta está em uma situação ainda pior. Ela foi posta numa parte do terreno atrás da Navetran em meio ao matagal, jogada juntamente com placas e outros dejetos, evidentemente descartados pela fundação.

Questionado sobre a situação, o superintendente da Navetran, Joab Bezerra Duarte Filho, diz não haver “nenhuma moto largada, jogada” e que elas estão debaixo de uma cobertura aguardando pela baixa. De acordo com ele, essas motocicletas eram utilizadas para fiscalização, porém envelheceram e a pasta adquiriu novos veículos. Segundo o próprio, o pedido de baixa “foi solicitado já desde o ano passado” e a funcionária da Secretaria de Gestão e Controle, Elaine de Matos Cabral Pereira, havia lhe dito que a documentação já havia sido encaminha para o Detran e estaria aguardando por uma resposta do órgão.

Joab garante

Joab garante que nenhuma moto estava jogada no meio do matagal. Ele explica que “algumas placas tombaram pra cima da moto”, e que o pátio é de terra, ocasionando o aparecimento de vegetação, por isso os veículos estavam naquela situação. Porém, garante que o terreno havia sido limpo.

Passou a bola

Por sua vez, Elaine, da pasta de Gestão e Controle, disse que o setor responsável por fazer as baixas é o de Patrimônio. A secretaria em que trabalha realiza o checklist do veículo, anexa os documentos que autorizam a baixa juntamente com o chassi, que depois é enviado à delegacia. De qualquer maneira, a funcionária checou se uma das motos da Navetran tinham passado pelo procedimento de baixa, a de placa MBO 4282, e verificou que não havia nenhuma informação de baixa no sistema.

Apenas uma moto

Posteriormente, Joab disse que passou a informação errada, e que a solicitação foi feita ao setor de Patrimônio, dentro da Secretaria de Administração. Segundo documento enviado ao ON, apenas uma das motos, a de placa LZP-6894 será dada baixa e irá para leilão.

Licitação

A diretora de Patrimônio, Natália Ferreira Costa, confirma a informação. Quanto às demais motocicletas, ela diz que a Navetran irá consertá-las para continuar o uso. Com mudança de governo, foi feito uma licitação para contratar uma nova oficina para reparos de veículos da administração municipal, e em fevereiro o certame foi concluído. Ela esclarece que os cuidados dos veículos e bens patrimoniais são de responsabilidade dos superintendentes e secretários que os utilizam. O leilão da moto e de outros veículos deve ocorrer ainda este ano.

DEIXE UMA RESPOSTA