A Associação de Pais e Amigos do Autista (AMA) de Navegantes vai ganhar nova casa. A partir da próxima segunda-feira (01), a entidade passará a atender os autistas navegantinos na avenida Prefeito José Juvenal Mafra, nº 98, no Centro.

Segundo a presidente e coordenadora da entidade, Alessandra Vieira, a mudança foi necessária por conta da situação atual da instituição de ensino especial. O espaço atual da unidade não estava mais sendo o suficiente para a quantidade de alunos e atividades realizadas por eles. Ao todo, entre adultos e jovens, são mais de 75 alunos, sendo 67 crianças atendidas da rede municipal de ensino. De acordo com Alessandra, foram cerca de 45 dias estudando possíveis novos locais para transferir a AMA, e o local escolhido coube certinho nas exigências – tem mais espaço, dois andares e ainda por cima o aluguel custa o mesmo que a sede atual.

A mudança pode ser benéfica porque poderá oportunizar novas vagas na associação, já que o espaço será maior. Há também mais espaço para os profissionais trabalharem. Alessandra revela que está esperando por um convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS) para trazer mais profissionais à entidade, e com a nova sede seria confortável recebê-los.

As atividades

Hoje, a entidade oferece alguns atendimentos. Existem oficinas, atendimento com psicóloga, pedagoga, educação física, educação musical e terapia ocupacional. Em suma, são feitas várias atividades para inserir os autistas na sociedade, sejam os menores ainda em fase escolar ou adultos – há frequentadores de 25 e 38 anos, por exemplo.

Depende de ajuda

A AMA, como toda entidade do terceiro setor, organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público, precisa de ajuda da comunidade para manter seus serviços, que estão à disposição dos autistas do município desde 2016. Em julho, através de chamada pública, a instituição conseguiu ser reconhecida dentro da lei de utilidade pública municipal, e passou a receber o apoio da prefeitura. A entidade também busca ser reconhecida pela mesma lei, mas em esfera estadual – atualmente, o pedido encontra-se na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Você pode ajudar

Para dar conta das necessidades financeira, a Associação de Pais e Amigos do Autista angaria recursos por meio de eventos realizados pela entidade, como o Churrasco Solidário que ocorreu no início de setembro, e também com ações como o Troco Solidário, parceria com uma rede de supermercados que atua na cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA