O Aeroporto Internacional de Navegantes – Ministro Victor Konder fechou 2018 batendo recorde histórico na movimentação de passageiros e alta na movimentação de cargas. O terminal registrou 1.908.506 passageiros nos últimos 12 meses, um aumento de 21,45% no ano. Já o volume de cargas registrado no Terminal de Logística de Carga (Teca) do aeródromo dengo-dengo foi de 5.364,2 toneladas processadas.

O terminal recebeu 322.741 usuários a mais em 2018 do que 2017. O aeroporto apresentou ao longo do ano uma média diária de 5.289 passageiros entre embarques e desembarques, com 44 operações regulares, entre pousos e decolagens por quatro companhias.

Na parte das cargas, houve 55,8 toneladas a mais na movimentação em 2018 quando comparado com 2017. O setor de importações é responsável por quase o total desse montante: 5.362,3 toneladas. Conforme informa a Infraero, a maior fatia das cargas recebidas é da indústria farmacêutica e médica.

Para o presidente da Associação Empresarial de Navegantes (Acin), Libardoni “Liba” Fronza, os números atingidos são significativamente altos para a região, especialmente pelas condições do terminal, que sofre um gargalo pela demanda. “Todo mundo sabe que infraestrutura é pequena, mas o trabalho da Infraero está superando a deficiência das nossas instalações”, disse. Mesmo com as dificuldades encontradas, ele enxerga como um bom sinal que os passageiros prefiram descer aqui ao invés de Florianópolis e Joinville, por exemplo.

Carece de melhorias

Com o aumento na movimentação, o aeroporto navegantino precisa cada vez mais de melhorias. Em dezembro de 2018, a Infraero informou que realizaria reforma, ampliação e modernização do terminal de passageiros, passando de 5,2 mil metros quadrados de área total construída para 13,6 mil. O investimento seria na ordem de R$ 80 milhões, oriundos do Governo Federal, e no dia 30 de janeiro de 2019 seria realizada a licitação da empresa que realizaria os trabalhos, com 18 meses para conclusão após assinatura do contrato. Porém, isso pode não acontecer devido à mudança de governo.

Silêncio oficial

Na quinta-feira (17) da semana passada, Martha Seillier assumiu a presidência da Infraero. De lá pra cá, no entanto, ainda não houve pronunciamento oficial sobre o futuro do Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder especificamente. Nos bastidores da Infraero, afirma-se, em caráter extraoficial,  que a licitação marcada para a próxima semana não será realizada e que o terminal será entregue à iniciativa privada, o que pode atrasar reformas no local de forma indeterminada.

Fechará as portas

Na segunda-feira (21), o secretário de aviação civil Ronei Glanzmann afirmou que a Infraero será fechada após a concessão de todos os aeroportos da estatal, o que deve acontecer até o final de 2021.

Sem resposta

A Infraero foi questionada se os investimentos para o aeroporto de Navegantes sofreriam modificações, porém o órgão informou que a questão é responsabilidade agora do Ministério da Infraestrutura. A pasta foi procurada por nossa reportagem, mas não respondeu os questionamentos até o fechamento desta edição.

DEIXE UMA RESPOSTA