Após um longo período – oito meses, para ser exato – de queda em movimentação de passageiros, o Aeroporto Internacional Ministro Victor Konder, em Navegantes, registrou dois meses de aumento. Maio e junho foram não somente os melhores de 2017 até aqui, mas também os meses recordes de movimentação quando comparados com os mesmos períodos em anos anteriores.

De acordo com a secretaria de comunicação social da Infraero, em Navegantes, 119.445 passageiros utilizaram o aeroporto navegantino no mês de maio. O número representa um aumento de 2,3% em relação ao mesmo período em 2016. Em junho, a movimentação foi ainda maior. Foram 119.813 passageiros utilizando o terminal para suas viagens, o que representa um salto de 18,24% na movimentação.

Para a Infraero, os aumentos têm relação direta com o início da operação da empresa aérea Avianca no terminal, que iniciou seus trabalhos no dia 15 de maio, além da diminuição de fechamento do aeroporto nos últimos dois meses. “Em maio e junho de 2016, o aeroporto operou abaixo dos mínimos por 29 horas e 29 minutos, enquanto em 2017 este número caiu para 19 horas e 45 minutos”, informou a Infraero em nota.

Queda no semestre

O primeiro semestre do ano, contudo, apresentou queda de 7,71% na movimentação. A expectativa é que o acumulado do ano feche em alta, superior a 3%, tendo em torno de 1,514 milhão de passageiros embarcados e desembarcados no aeroporto até o final de 2017. Para virar o jogo, conta-se com os voos da Avianca, que já contribuíram para melhoras nos números de maio e junho, o período da Oktoberfest, que já possui 24 voos extras confirmados, além dos voos internacionais para Buenos Aires pela Azul, entre dezembro e março.

Ampliação

Para dar conta de receber tantos passageiros, o aeroporto precisa se modernizar e ser ampliado. Como já se sabe, há planos para fazê-lo. No mês passado, foi lançado o edital para concessão do espaço de cargas do terminal, porém houve apenas um interessado no leilão, que ocorreu em Brasília. Por conta disso, o edital será relançado em agosto. Duas empresas, uma de Florianópolis e outra de Itajaí, já demonstraram interesse na concessão. Esta última já é detentora de terminais de cargas em cinco aeroportos da Infraero, incluindo o de Curitiba (PR) e o de Vitória (ES).

Rinaldo Araújo

Ainda há outros três editais a serem lançados: hotel; edifício-garagem; e operação comercial dos espaços de propaganda e lojas dentro do terminal de passageiros. Segundo Rinaldo Araújo, presidente da Associação Empresarial de Navegantes (Acin), o próximo a ser lançado deve ser o do hotel, que pode sair já em agosto. O de carga, diz, é prioritário, pois é necessário que o espaço hoje utilizado para as cargas seja desocupado para ampliação do terminal de passageiros.

DEIXE UMA RESPOSTA